17 anos sem George Harrison

Hoje faz 17 anos da morte de George Harrison, guitarrista dos Beatles, idealizador dos Traveling Wilburys e dono de uma carreira solo espetacular. É estranho sentir nostalgia por um cara que sequer tive a oportunidade de apreciar enquanto estava vivo. Isso me faz pensar na transcendência que é a música e a figura de um músico bem sucedido. George Harrison é um claro exemplo disso.

Sendo sempre citado entre os melhores guitarristas da história, George criou um estilo rico e único que influencia uma leva de músicos desde então. Ele é o tipo de artista que consegue te passar uma mensagem mesmo se você não conhece a fundo a carreira dele. Ele é profundo até em sua superfície.

A pessoa que conhece apenas músicas como My Sweet Lord, Here Comes the Sun e While my Guitar Gently Weeps já diz que admira Harrison como o artista fantástico que ele é. E isso não é hipocrisia, ou mania de poser. Mesmo as músicas mais pop dele causam um efeito de apreciação inigualável. Se você vai afundo e descobre músicas como Behind that Locked Door, Don’t let me Wait too Long e Awaiting on you all você se vê dentro de um mundo de emoções diversas: Tranquilidade, serenidade, alegria, euforia, criticidade e tudo mais que vem no pacote.

Tenho convicção ao afirmar que ele é uma das minhas maiores influências, tanto de musicalidade quanto de filosofia de vida. Isso é uma das coisas maravilhosas que a música nos proporciona: A transcendência de valores. Sem dúvidas, é uma das melhores maneiras de entrar para a história, e com certeza, George Harrison o fez. Celebremos, então, sua memória. Viva George!

George Harrison

* 25/02/1943

┼ 29/11/2001

Share
Cássio Sá17 anos sem George Harrison